Lentes de Contacto: O Que Tratam E Como Funcionam

Lentes de Contacto: O Que Tratam E Como Funcionam

0 2008
lentes de contacto para miopia

Muitas pessoas sonham em usar lentes de contacto há muito tempo, mas não se o uso das lentes de contacto é suficiente para corrigir a falta de visão que sentem e por essa razão continuam usando os óculos ou pior ainda, vendo mal!

Agora vamos explicar todos os problemas de visão existentes e que as lentes de contacto conseguem tratar, por isso não perca mais tempo e saiba tudo o que necessita.

Os problemas de visão mais comuns são:

  • Miopia
  • Hipermetropia
  • Astigmatismo simples ou associado a miopia ou hipermetropia
  • Presbiopia

E as lentes de contacto já conseguem solucionar todos estes problemas de visão. Surpreendido?

Veja então o que é cada um destes problemas de visão e como as lentes de contacto conseguem solucionar o problema.

O que é a miopia?

A miopia é caracterizada por uma dificuldade em ver bem longe.

Por norma um míope (pessoa que sofre de miopia) vê bem ao perto e à medida que os objetos se afastam vão perdendo a nitidez habitual, ficando desfocados.

O grande problema nos míopes é que o seu ponto focal forma-se antes da retina, impedindo assim a visualização de uma imagem totalmente nítida.

Veja a imagem abaixo para compreender como funciona um olho com miopia.

olho com miopia

Para tratar a miopia pode-se recorrer ao uso de lentes esféricas com gradação negativa. Na imagem abaixo você consegue perceber como o uso das lente de contato corrige o ponto de focagem do olho e assim promovem uma boa visão.

lentes de contacto para miopia

Como se pode ver com o recurso às lentes para a correção de miopia é possível mover o ponto de focagem para a zona da retina, onde a visão é sempre mas nítida.

O que é a hipermetropia?

A hipermetropia é um problema de visão que é o oposto da miopia, ou seja, a visão de perto é aquela que é mais afetada.

Neste caso os hipermétropes (pessoas que sobrem de hipermetropia) sentem uma maior dificuldade em ver bem os objetos que estão perto do que os objeto que estão mais afastados.

Tal como no caso da miopia o grande problema de visão está relacionado com o ponto de focagem do olho, mas a hipermetropia faz com que esse ponto se encontre depois da retina, dificultando assim a visão de perto nítida.

A imagem abaixo exemplifica um olho hipermétrope:

representação de olho hipermetrope

Com o uso de lentes de contacto esféricas com gradação positiva é possível corriges este problema de visão, promovendo um ponto de focagem na retina, a zona em que nosso olho tem a melhor visibilidade.

lentes de contacto para hipermetropia

Desta forma é possível perceber que as lentes de contacto conseguem corrigir problemas de visão relacionados com a miopia e hipermetropia.

O que é o astigmatismo?

O astigmatismo é uma anomalia na visão que é provocada devido a uma forma irregular da córnea. Por norma a córnea é de uma forma oval, mas por vezes pode sofrer alterações e isso faz com que haja mais do que um ponto de focagem, promovendo uma desfocagem das imagens a todas as distâncias.

O astigmatismo pode ser verificado isoladamente ou em conjunto com miopia ou hipermetropia, sendo que no case de estar associada a mais algum problema visual vai agravar a dificuldade de focagem.

Veja a ilustração de um olho com astigmatismo.

olho com astigmatismo

Mais uma vez é possível fazer a correção do problema com o uso de lentes de contacto, sendo que desta vez é necessário recorrer a lentes tóricas que podem ter uma esfera nula, positiva ou negativas.

Quando há situações em que o problema visual seja apenas o astigmatismo as lentes são tóricas com esfera nula.

Se houver um astigmatismo associado a miopia as lentes de contacto já serão tóricas com esfera negativa.

No caso de astigmatismo associado a hipermetropia as lentes a usar serão tóricas com uma esfera positiva.

Com o uso das lentes de contacto certas é possível fazer com que passe a haver apenas um ponto de focagem na zona da retina, o que faz com que seja possível ter uma visão perfeita.

Veja a imagem de um olho com astigmatismo a usar lentes de contacto.

lentes de contacto com astigmatismo

O que é a presbiopia?

A presbiopia é um problema de visão vulgarmente conhecido como “visão cansada”, pois ocorre devido ao envelhecimento normal do olho.

Por norma este problema surge depois dos 40 anos de idade, sendo que os hipermétropes e diabéticos têm uma maior tendência para ter este problema mais cedo, por norma aos 35 anos.

O cristalino, que se encontra logo atrás da iris do olho e é responsável por permitir a focagem de imagens ao perto e ao longe, pelo que tem de mudar de forma para assegurar a tão desejada visão perfeita a todas as distâncias.

Com o avançar a idade esse processo de mudança de forma do cristalino torna-se cada vez mais difícil e a visão de perto é afetada.

Assim é necessário recorrer ao uso de óculos ou lentes de contacto para compensar estar perda de visão ao perto.

As lentes de contacto que devem ser usadas em casos de presbiopia podem ser:

  • Lentes de contacto esféricas positivas, caso não houvesse outros problemas de visão anteriormente. Nesse caso basta usar lentes de contacto positivas para tratar o problema.
  • Lentes de contacto multifocais, para os casos em que já havia problemas de visão anteriores, seja miopia, hipermetropia ou astigmatismo simples ou não. Neste caso é necessário continuar tratando o problema de visão inicial e ter mais alguma gradação para tratar o problema novo.

 

Conclusões a retirar sobre as lentes de contacto

Agora você já conhece os problemas de visão mais frequentes e já sabe quais os tipos de lentes de contacto a usar para cada situação específica.

Se você está interessado em começar usando lentes de contacto marque uma consulta de contactologia e verá como uma visão perfeita sem o recurso aos óculos pode ser uma realidade muito agradável.

Não perca mais tempo, as lentes de contacto são muito fáceis de usar e asseguram uma visão ainda melhor do que o uso dos óculos, por isso só há inúmeras vantagens em essa escolha

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um comentário